sexta-feira, 15 de março de 2013

Produzir arte com dinheiro


Ora vamos lá a ver. Já aqui escrevi sobre esse assunto mas, antes que se torne recorrente, vou voltar a falar dele. Vocês têm de parar de se centrar no facto de eu ser uma pessoa extremamente abastada e bem-sucedida. Isto tem de acabar imediatamente! Sim, eu tiro fotografias maravilhosas onde ostento a minha riqueza! E então?! Vocês são distraídos ou quê?! São de compreensão lenta? Isto é arte, perceberam? A-R-T-E! ! Eu comprei os meus bens com o fruto da minha arte e, como tal, posso exibir os meus haveres para criar mais arte. No fundo é um remoinho de arte que nos projecta para o céu como um géiser de inspiração. E vocês, aí sentados nos vossos sofás remendados e com nódoas, a fazer zapping em pequenos aparelhos televisivos e a queixar-se da troika e do governo são, na verdade, uns invejosos. Irrita-vos que a vida me corra tão bem! Reparem, às vezes, também me apetecia atirar-me para o meu sofá de pele genuína de antílope, mas... não! Deito mãos à obra! Faço-me ao trabalho! Agora, por exemplo, tenho em mãos um projecto para uma instalação artística com notas de quinhentos euros e até fiquei na dúvida se vos podia mostrar. A ideia inicial era revestir a Pequena Cutxi a notas de quinhentos mas, depois, achei o resultado um bocado pindérico e estou a ponderar revestir, antes, um elefante. Assim uma espécie de Joana Vasconcelos mas em bom. Mas, depois, questiono-me… será que vale a pena?! Será que eles entendem a profundidade?! Será que percebem que estou desde as sete da manhã até de madrugada a fazer coisas artísticas!? Para oferecer cultura ao mundo!? Ao universo?! É que vêm logo os revoltados do costume falar-me em dinheiro… dinheiro… quando, na realidade isto se trata de economia! Eu estou a mover a economia com a minha arte! Isto é uma questão de balança comercial e de sobrevivência do país! Por isso, deixem lá de me apontar o dedo pois, caso contrário, um dia, em vez de vos proporcionar uma maravilhosa obra de arte fotográfica da minha autoria, entrego-vos apenas os maços de notas… só para ver se, com um material tão fraquinho, têm capacidade para produzir uma arte tão boa como a minha... e isso pode ser um bocado chato para vocês...

23 comentários:

  1. Eu cá, se fosse ryca como a ryca, revestia antes um elefante em crochet de fio de ouro. Isso sim, era de ryca. E supé artístico.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como eu sou phyna, eu não fazia, eu mandava fazer! Sim, porque não há unha de gel que aguente uma trabalheira assim tão grande...

      Eliminar
    2. Estão contratadas como minhas conselheiras de projecto! Podem estar tranquilas que eu pago muitíssimo bem... e em nota! :DDD

      Eliminar
  2. Não venham para aqui é dizer que ter dinheiro não é arte, está bem? Olhem... estudassem...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estou até a pensar fazer uma exhibition... para... exibir, claro! :DDDD

      Eliminar
  3. O que andais aqui a fazer? Ide trabalhar... Andais por aqui a ler blogs em vez de estardes a trabalhar? Eu também gostava, mas depois quem é que produzia? Depois a culpa é do governo e da troika...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Suas inúteis! Uma pessoa a matar-se a trabalhar....:DDDDD

      Eliminar
  4. Que gente tão invejosa... Sempre gostaria de saber o que é que fariam com uma molhada de notas de 500€? .... incapazes de produzir, ainda eram capazes de o GASTAR!!!!!... inconcebível !!

    ResponderEliminar
  5. Realmente, as pessoas não dão valor ao que têm e persistem em querer ir visitar uns museus, ir ver umas óperas ou uns bailados. Tontos! Com tanta arte na blogoesfera, para quê arrastar a minha inútil pessoa para um museu?! Céus, sou uma inútil mal-agradecida!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Completamente de acordo! Não é necessário ir mais longe! Tudo o que interessa, está aqui! :DDDD

      Eliminar
  6. Vale sempre a pena quando a nota não é pequena.
    :)

    ResponderEliminar
  7. Trata-se apenas de repor um equilíbrio natural (já dizia o adam smith que a economia tende para o equilíbrio naturalmente): como os conteúdos são escritos num espaço de acesso livre que é o blog, então nada mais justo do que receber publicidade por isso! Até porque quem precisa de se esfalfar a escrever em blogs não é de certeza uma pessoa tão bem paga assim pelo seu trabalho, pelo menos não tão bem paga como o sousa tavares...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahahhahahahahahahahahhahaha também retive esse post... :DDDDD

      Eliminar
  8. Queria tanto ser assim... artista... :(

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu sei... não está ao alcance de todos... :DDDDD

      Eliminar
  9. Ahahahaha!
    Excelente adaptação... excelente!
    Muito bom :)
    Trabalhar assim, também eu! E no alto da minha barrigona de 8 meses, soubera eu como as coisas são, também teria um blog!
    É que queiramos, ou não, poupava imenso dinheiro em creme barral e em cutxi coisas afins!
    Bom fim de semana :)
    CC

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ter um blog é condição sine qua non para engravidar! Então, então... toda a gente sabe isso! :DDDD

      Eliminar
  10. Sem grande valor, convenhamos.
    O que está a dar é a gravidez e a sensualidade inerente à mesma condição.
    Vai engravidar e depois pode ser que tenhas sorte em ser notada.

    ResponderEliminar