terça-feira, 6 de junho de 2017

Moche à Susana

Porque eu também quero mostrar o antes e o depois da minha Natureza, a minha linda Ficus Lyrata, a que estava com as folhas esquisitas, de tal forma que lhe cortei duas, só que a decisão de proceder à excisão das folhas foi muito repentina, se é para cortar é para cortar, e é já!, mas como não encontrei a tesoura, a do peixe, que é mesmo boa, peguei numa faca e vá de proceder à poda, uma folha, zuca, já está, outra folha, zássss, claro que no zássss dei uma facada a uma terceira folha que não tinha nada a ver com o assunto e depois fiquei com aquela cara de olhos muito abertos e cantos da boca para baixo, a olhar em volta da sala, não fosse alguém ter visto o meu acto de hostil contra a planta, enquanto tentava disfarçadamente colar essa terceira folha de volta ao caule, como a minha filha, uma vez, quando era muito pequenina e viu um fio de cabelo meu a cair, pegou nele com todo o jeitinho, com as mãos minúsculas com covinhas de bebé e, muito aflita, disse-me "olha, mãe, é teu", enquanto tentava voltar a pôr-mo de de volta na cabeça, mas dizia eu que a minha Ficus Lyrata sobreviveu aos meus maus tratos e depois de meses de habituação ao seu novo lar, brindou-nos finalmente com uma nova folha. Verde, tenrinha e linda.

 

Da minha famosa orquídea não posso dizer a mesma coisa, já que, depois de nos ter brindado com um braço de flores, as primeiríssimas da Blogosfera 2017, foi confrontada com uma nova habitante, uma enérgica orquídea gémea, exuberante e de duplos cachos luxuriantes, toda armada em boa, e a minha pobre orquídea de cacho simples com raízes na cabeça não resistiu a tamanho ultraje e acabou por sucumbir à humilhação. E agora está ali, toda enxovalhada e despida de graça, a ganhar forças para provar o que vale.


Depois ainda há aquela questão que me anda a afligir vai para cima de muito tempo: como é que se dá água à nossa jungle caseira durante as férias? Há alguma técnica daquelas muito à frente?! Um Personal Irrigator? Um hotel para flores? Sei lá, qualquer coisa! É que a pessoa toma a responsabilidade de prover aos seus vegetais de estimação, até àqueles a que não tem muita estima, como aquela planta gigante e horrorosa que a minha porteira me ofereceu no aniversário, com umas folhas desgrenhadas e pontiagudas mais umas  flores sinistras, encarnadas, que parecem de cera, e está aqui num desassossego, a pensar se vai ter de alugar uma carrinha de caixa aberta para levar as malas, os filhos e a floresta, tudo para a época estival.

42 comentários:

  1. Realmente é uma questão muito pertinente! As minhas normalmente ficam ao abandono o que é uma verdadeira tristeza. Talvez nas próximas férias tenha de levar toda a minha plantação de varanda para o hotel da cadela e gata (casa dos meus pais). Talvez eles me deserdem um dia destes, mas tudo pelas minhas plantas :D

    Para a Palmier fica uma pequena ajuda: https://www.europcar.pt/estacoes/aluguer-carrinhas

    ResponderEliminar
  2. Respostas
    1. Ainda não conseguiste ultrapassar o facto de a minha orquídea ter sido a primeira, PRIMEIRA!, a dar flores, não é?

      Eliminar
    2. obrigaste a pobre a parir antes do tempo, que a desgraçada morreu, foi o que foi.

      Eliminar
    3. Como assim, morreu?! Ela está vivíssima! Com umas raízes esplendorosas na cabeça! Só está desnuda, só isso!

      Eliminar
  3. Não tem ninguém da sua confiança que possa passar aí por casa para regá-las?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tenho de ver quais são as vítimas que não vão de férias :D

      (só publiquei agora porque foi parar ao spam...)

      Eliminar
  4. Durante a época de férias procedo do seguinte modo:
    -Junto as plantas todas na mesma sala, de modo a facilitar o trabalho ao Personal Irrigator;
    - Retiro do terraço as plantas que ainda sejam transportáveis e que precisem de mais água e junto-as às domésticas;
    -Contrato um Personal Irrigator ( a Sra. que me trata da casa durante o ano)
    Quando regresso, normalmente há duas ou três que faleceram ou que estão a necessitar de cuidados médicos inadiáveis.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O problema é que a minha auxiliar de roupa e lar vai sempre ao seu país durante as férias... :(

      Eliminar
    2. Deixe-as no horto do CG durante essa altura :).

      Eliminar
    3. Fazem hotel para plantas?! Ainda me revendem os meus bebés verdes! :DDDDDDDDDDD

      Eliminar
    4. É lá que os donos de bonsais os deixam quando vão de férias, etc.

      Veio um pequeno artigo na Time Out sobre isso, é só googlar.

      Mas sim, as plantinhas ficarão, literalmente, à sombra da bananeira, Lool.

      Eliminar
  5. Não sou especialista, mas as orquídeas não gostam de apanhar luz nas raízes??
    As das minha mãe têm todas vasos transparentes e estão lindas. Já as minhas não duram tempo nenhum...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A mais antiga, a que estás sem flores, está naquele vaso há dois anos e tem estado bem. Agora é que está triste por comparação :D

      Eliminar
  6. Enches uma garrafa de água de 1.5L. Furas o fundo de maneira a que a água saia gota a gota. Espetas a garrafa furada e cheia de água no vaso et voilà! Um siatema de rega automática.
    Não tens de agradecer.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que vou fazer isso mas com um garrafão! :D

      Eliminar
  7. https://www.youtube.com/watch?v=mGl-TFsNv_M
    (desde a voz na apresentação até ao senhor da horta é tudo um miminho)
    :D :D :D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahhaahhahahhahahhahahahahahahahhahhahahhahahahhahahhaah
      Isto é uma variante do TV Rural do youtube! :DDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDD

      Eliminar
    2. aahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahah

      é um MacGyver de jardim!!!!


      ahahahahahahahahahahahahahahah


      L I N D O !

      Eliminar
    3. Ainda bem que o YouTube nos deixar ver aquilo com o dobro da velocidade. Mas bela dica e simpático.

      Eliminar
  8. Ah, bom, agora já percebi por que fiquei sem internet toda a manhã...

    (linda, essa nova folhinha da Ficus - e a orquídea está deslumbrante, igualzinha à minha! :-))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. :DDDDDDDDDDDDDDDDD

      (o pior é a orquídea velhinha, coitadinha...:DDDDDDDDDDD)

      Eliminar
  9. Eu adoro as duas orquídeas, uma em estilo shabby-chic degradado e a outra em estilo Mummy/fashion blogger.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahhahahhahaahahahhahahahahahahahhahahahhahahahahahhahahahahahahahahahahaha
      Adoro blogo-conceitos aplicados à Natureza!

      Eliminar
  10. Rega gota-a-gota controlada por interruptor horário programável com electroválvula ligado à torneira mais próxima e o pequeno tubo de rega estendido até ao ponto de concentração dos vegetais.
    Se a periodicidade de rega for diferente para espécies diversas terá de ser um equipamento com mais de um canal de comando. Há equipamento profissional e há aquelas coisas vendidas nos espaços de bricolage, que também servem perfeitamente. Até dá para encher o bebedouro dos animais.

    Como medida de controlo de risco instalaria também um detector de inundação.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas, mas... as plantas são de interior! Como é que eu vou montar essa rede de rega por cima dos tapetes?! :DDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDDD

      Eliminar
  11. Respostas
    1. Mas eu vou de férias à antiga, para aí um mês! :DDDDDDDDDDDDDDDDDD

      Eliminar
    2. Não faz mal. Se os animais não tiverem água no bebedouro vão beber a da bacia em perfeita simbiose.

      Eliminar
    3. Mas quais animais?! Eu queria muito, mas ainda não tenho o meu próprio rebanho de ovelhas! :DDDDDDDDDDDD

      Eliminar
    4. Tudo tem solução cara Palmier. É comprar uns coelhinhos para beberem a água durante as férias, dar-lhes uns abracinhos após as férias, diz-se que ficam mais tenrinhos, e deixá-los à solta, na panela.

      Em resumo:
      . Sistema de rega interior.
      . Bacia grande para controlar o risco de inundação, mais detector wireless de inundações, para a cara Palmier saber que há água por todo lado ainda que esteja do outro lado do mundo.
      . Coelhinhos para beberem a água da bacia e evitar alertas que interrompem a serenidade de umas boas férias.

      Por favor não escolha coelhos machos e fêmeas! Quando chegasse teria umas quinhentas criaturinhas peludas a saltar por todo o lado!

      A alternativa é contratar um serviço de mudanças para levar e trazer as plantas.
      Talvez seja mais fácil.

      Outra solução só mesmo consultando o Oráculo D. Pipoco de Albuquerque, também guru mundial do negócio de selos.

      Eliminar
    5. Coelhos, pois se o que eu queria era ovelhas?! :DDDDDDDDDDDDDDDDDD
      Quanto à rega, acho que vou mesmo precisar do Pipoco, que isto é coisa para engenheiro!

      Eliminar
  12. Oh! A minha orquídea outrora também farfalhuda e esplendorosa está linda como a tua. Acho que o problema está na cor do vaso. Vou tirá-la do branco e colocar num preto.
    Vou já fotografar para depois comprovar o tal "antes e depois" da mudança de vaso.

    Isa

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Está visto que são orquídeas Darth Vader! :DDDDDDDDDDDDDDDD

      Eliminar
  13. Francamente, Palmier! Uma menina tão bem, de tão boas famílias, tanta tradição... e sai-se com um "que a porteira me ofereceu no aniversário"? No ANIVERSÁRIO?! Aniversários são para a gentinha, pessoas educadas têm dias de anos.
    Ou então é a tradição que é mais curta do que parece. :DDDDDDDDDDDD

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Epá... não sei se "no aniversário" é brega, mas... nosjanos é péssimo!

      Eliminar
  14. Eu tenho uns adaptadores para bisnagas/garrafas de água, que se espetam nos vasos e vão regando a planta. Tipo isto: http://noctulachannel.com/wp-content/uploads/2015/09/regar-as-plantas-f%C3%A9rias-e1441992530810-470x330.jpg
    Alternativa mais popular é esta (que eu nunca experimentei):
    http://noctulachannel.com/wp-content/uploads/2015/09/regar-as-plantas-f%C3%A9rias-e1441992530810-470x330.jpg

    Os mindstorms (os robots da lego) também se podem programar para regar automaticamente a planta. Ou para fazer a dança da chuva...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Juro que, quando abri o link, estava à espera de ver um sistema super sofisticado.
      Ahahhaahhahahahhahahhahaahhahahhahahahhahahahhahahhahahha

      Eliminar
  15. Cara Palmier, as raízes das orquídeas são verdes logo precisam de apanhar luz, sob pena de se finarem.

    Assim sendo, aconselho-a a mudar para vasos transparentes. Os globos de vidro também podem parecer uma boa ideia, mas atenção que a água não sai e a orquídea gosta de água corrente...

    ResponderEliminar